Roteiro Turístico

Com uma paisagem de rara beleza, serpenteada pelas praias fluviais que cortam a montanha, esta Freguesia do Interior atrai anualmente muitos milhares de turistas de todo o país e mesmo do estrangeiro. encantados com as potencialidades e com a tranquilidade que encontram em Góis que regressam todos os anos e alguns estão inclusive a adquirir as suas próprias habitações neste concelho. As pessoas ficam encantadas com a beleza natural do concelho e com os próprios habitantes, pelo seu bem receber.
 
A montanha e a floresta que circundam o Vale do Ceira oferecem à freguesia de Góis um abrangente leque de actividades: caça, pesca, agricultura, exploração florestal, desportos radicais e outros lazeres. O património histórico da freguesia, edificado à volta da família dos Condes de Sortelha, “senhores do Morgado de Góis”, constitui outra vertente da vida cultural em Góis. Aproveitando as belezas naturais e em particular as qualidades da água do rio Ceira, podem desfrutar das nossas praias de águas transparentes e de óptima qualidade, verdadeiros “ex-libris” da região. De referir as nossas aldeias de xisto, um agrupamento de quatro aldeias, Comareira, Aigra Nova, Aigra Velha e Pena, um expoente do turismo rural. Temos ainda a Serra da Lousã, com o Trevim e Santo António da Neve. Além disso temos a Serra do Rabadão, com a beleza natural, onde podemos desfrutar de umas boas panorâmicas, repletas de verde. Temos ainda o Parque do Cerejal, um parque lindíssimo, conhecido de todos, com árvores frondosas, com muita frescura e com uma praia com água de muito boa qualidade. Tem muito estacionamento e é muito procurado, já que é muito propício para piqueniques. Quem visitar Góis tem à sua espera um roteiro encantador e extraordinário, que convida a ficar durante uns dias na terra.
 
Do parimónio edificado, destaque para:
 
•Igreja Matriz de Góis, construção original do século XV, onde se encontra o túmulo de D. Luís da Silveira
•Capela do Castelo
•Capela de São Sebastião
•Capela de Santo António
•Igreja da Misericórdia (Largo do Pombal)
•Fonte do Pombal
•Paços do Concelho (Casa da Quinta)
•Ponte Manuelina sobre o rio Ceira, cuja construção data do século XVI
•Santuário da Nossa Senhora do Rosário do Céu (Ponte do Sótão)
•Nossa Senhora da Guia